O que é glaucoma: entenda a doença e seus fatores de riscos

Você sabe o que é glaucoma? A doença é famosa não apenas por ser difundida na mídia, mas também pela sua incidência. Segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 60 milhões de pessoas são portadoras de glaucoma em todo o mundo. A doença é a segunda maior causa de cegueira, perdendo apenas para a catarata.

Segundo dados do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), mais de um milhão de pessoas sofrem com o glaucoma no Brasil. Porém, acredita-se que mais da metade não tem conhecimento da doença, correndo o risco de perder a visão. Isso acontece porque o glaucoma é uma doença silenciosa e tem evolução lenta. Muitas vezes isso faz com que ela passe despercebida. Por isso é importante saber o que é o glaucoma e os seus fatores de riscos para se proteger do problema.

Quer saber como? Continue a leitura.

O que é glaucoma?

O glaucoma é uma doença ocular relacionada ao aumento da pressão intraocular. O distúrbio atinge o nervo óptico, estrutura responsável pela nossa capacidade de enxergar, e destrói as células da retina que enviam os impulsos nervosos ao cérebro.

Normalmente o glaucoma é associado ao aumento da pressão intraocular – aquela dentro do olho -, causada por alterações no fluxo do líquido que preenche parte do órgão. A doença vai degradando lentamente o nervo óptico e, aos poucos, essas fibras vão morrendo, até que a visão seja totalmente comprometida.

O perigo do glaucoma é o seu desenvolvimento lento e assintomático. Muitas pessoas só percebem a doença quando ela já está avançada e comprometendo seriamente a visão – em alguns casos de forma permanente. Quando não tratada corretamente, a doença pode progredir para a cegueira.

__________________________________

CLIQUE NO LINK E LEIA TAMBÉM NOSSOS E-BOOKS:

_________________________________________

Fatores de riscos para o desenvolvimento do glaucoma

Apesar de estar associado ao aumento da pressão intraocular, outros fatores de risco podem ajudar no desenvolvimento do glaucoma. Entre eles podemos destacar os seguintes:

  • Idade acima de 60 anos;
  • Histórico familiar;
  • Diabetes tipo 2;
  • Traumas oculares;
  • Espessura corneana central reduzida;
  • Graus elevado de miopia;
  • Alterações súbitas na pressão ocular;
  • Inflamações oculares;
  • Uso contínuo de colírios com corticoide.

Vale também apontar que o glaucoma é mais comum em pessoas negras e asiáticas.

Por ser muitas vezes silencioso e de evolução lenta, o glaucoma pode passar despercebido, só chamando a atenção do paciente quando a visão começa a ficar afetada, muitas vezes de forma irreversível.

Quer saber mais sobre a doença? Aproveite então e faça o download do e-book “Guia Completo Sobre Glaucoma”. Nele você encontra todas as informações sobre o distúrbio, assim como as causas, sintomas e tratamentos. Clique aqui e acesse ao material exclusivo da UPO Oftalmologia.

A melhor maneira de prevenir o glaucoma e outras doenças oculares é visitar regularmente o médico Oftalmologista.

Nestes momentos conte com a UPO Oftalmologia.