7 dúvidas sobre a cirurgia de catarata

Antes de explicarmos como acontece a intervenção cirúrgica, é preciso entender o que é a doença: a catarata é uma alteração caracterizada pela perda gradual da nitidez do cristalino – estrutura responsável por formar a imagem – e é responsável por 47% dos casos de cegueira no mundo.

Como o aumento da expectativa de vida e do envelhecimento da população, a doença tem se tornado cada vez mais comum e, pensando nisso, separamos 7 dúvidas sobre a cirurgia de catarata.

Continue a leitura e deixe todos os medos para trás.

O que causa a catarata e quais são os sintomas da doença

A catarata tem como causa o envelhecimento natural do corpo, o diabetes, infecções, traumatismos e uma nutrição pobre em vitaminas. Os principais sintomas da doença são:

  • Visão nublada, confusa ou nebulosa;
  • Visão com brilho de lâmpadas ou do sol;
  • Dificuldade de dirigir à noite devido ao brilho dos faróis;
  • Mudanças frequentes na prescrição de óculos;
  • Visão dupla;
  • Melhoria da visão de perto que, em seguida, piora;
  • Dificuldade em fazer as atividades diárias por causa de problemas de visão;

A única maneira de tratamento da catarata é através da cirurgia.

7 dúvidas sobre a cirurgia de catarata

1 – Todo caso de catarata precisa de operação?

Não. A cirurgia só é indicada quando a visão é prejudicada, ou seja, quando a quantidade e qualidade da capacidade de enxergar é afetada pela doença. Porém, a decisão sobre a melhor hora para operar precisa ser uma decisão do médico Oftalmologista. 

2 – Como é feita de cirurgia?

A intervenção cirúrgica é feita com uma pequena incisão na córnea. A técnica mais utilizada para o tratamento da doença é a fragmentação e aspiração dos tecidos danificados. Logo após o cristalino é removido e substituindo por uma lente intraocular. Ela corrige a visão e devolve ao paciente a capacidade de enxergar

3 – A lente intraocular oferece algum perigo aos olhos?

Não! As lentes mais utilizadas são feitas polimetilmetacrilato ou de silicone, materiais flexíveis e que protegem os olhos. Além disso, elas não correm o risco de sofrerem rejeição pelo olho o humano.

CLIQUE NO LINK E LEIA TAMBÉM NOSSOS E-BOOKS:

4 – Quanto tempo dura a cirurgia de catarata?

O procedimento é muito simples e dura menos de 10 minutos. O paciente ainda permanece cerca de 3 horas internado e logo após tem alta e pode retornar para a casa.

5 – Se a doença afetar os dois olhos, posso operá-los de uma vez só?

Somente o médico Oftalmologista poderá avaliar essa questão, mas normalmente é preciso esperar 48h entre um procedimento e outro. É preciso avaliar a recuperação do olho operado e garantir que a intervenção tenha sido um sucesso. A partir daí pode-se partir para a intervenção no outro órgão afetado.

6 – Como é o pós-operatório?

Apesar de ser um procedimento rápido, o pós-operatório da catarata requer alguns cuidados. O paciente precisa estar ciente que precisará fazer repouso por alguns dias, não realizar esforço físico intenso, além de evitar coçar e apertar os olhos por um tempo. Para completar, é necessário seguir toda a recomendação dada pelo médico Oftalmologista, principalmente quanto ao uso de colírios.

7 – A catarata pode voltar?

Não. Quando o cristalino é removido a catarata não retorna ao olho afetado.

O importante nos casos de catarata é o diagnóstico precoce da doença. Com ele é possível tratar e cuidar para que a visão não seja afetada permanentemente. Saiba mais sobre a catarata em um e-book completo que preparamos sobre a doença. Clique aqui e tenha acesso ao material.