Catarata: causas, sintomas e tratamentos

A catarata é uma doença cada vez mais comum no Brasil. Um dos motivos é o aumento da expectativa de vida. Os idosos são os que mais sofrem com o distúrbio. Porém, a catarata pode aparecer por outros motivos e estar atento à saúde dos olhos é importante para diagnosticar a doença ainda nos estágios iniciais.

A catarata é uma doença que atinge o cristalino dos olhos. Essa estrutura funciona como uma lente biconvexa e está localizada atrás da nossa pupila. É o cristalino o responsável por ajudar a convergir os raios luminosos e formar imagens na retina. Por isso mesmo, qualquer tipo de alteração nessa área afeta a nitidez da visão.

O que causa?

A catarata pode ter basicamente duas causas: congênita e adquirida. A congênita é aquela que nasce com a pessoa. Normalmente é associada a doenças da mãe durante a gravidez – como a rubéola – e também por razões hereditárias. Já a catarata adquirida pode se desenvolver por 5 razões diferentes:

  1. Traumática: quando os olhos passam por agressões físicas, quebras, acidentes automobilísticos e outros tipos de trauma.
  2. Medicamentos: alguns remédios, como corticoides, podem, a longo prazo, ajudar no desenvolvimento da catarata.
  3. Inflamatória: inflamações intraoculares quando não tratadas podem ocasionar a catarata.
  4. Senil: com o passar dos anos, o cristalino perde suas características e com isso também a sua nitidez.
  5. Metabólica: alterações como diabetes, colesterol alto, doenças do fígado e disfunções hormonais podem levar ao desenvolvimento da catarata.

Sinais e sintomas

O primeiro sinal de alerta quanto à presença da catarata é a visão borrada para ler, costurar e fazer outras atividades rotineiras. Sabe quando você está com os óculos embaçados e fica tudo um pouco mais difícil de ver? O início da catarata pode dar a mesma dificuldade para enxergar.

Outros sintomas:

  • Visão dupla;
  • Sensibilidade à luz;
  • Imagens distorcidas;
  • Sensação de cores desbotadas;
  • Distorção dos cantos retos.

O importante no caso da catarata é buscar auxílio médico aos primeiros sintomas de que algo está errado na visão.

Tratamentos da catarata

O tratamento da doença é feito por cirurgia. No procedimento, o cristalino é substituído por uma lente artificial: a intraocular. Quando colocada dentro do olho, essa lente, que é definitiva, recupera a visão perdida com a alteração do cristalino. São dois tipos de cirurgia:

  • Cirurgia manual: é a técnica mais comum e tradicional. São feitas algumas incisões no olho afetado, aspirando o cristalino e introduzindo a lente intraocular.
  • Cirurgia a laser: muito mais moderna, segura e eficaz, esse tipo de tratamento diminui os riscos de complicações, infecções e tem uma recuperação muito mais rápida.

A decisão sobre qual é a melhor opção cirúrgica precisa ser tomada entre oftalmologista e paciente. Por isso é importante conhecer cada método.

Marque a sua consulta na UPO pelo WhatsApp. São 8 unidades em São Paulo e no ABC Paulista para melhor te atender.