Como usar colírio corretamente: 7 dicas para você não errar

Algumas doenças e desconfortos oculares podem ser tratados com o uso de colírios. Apesar de parecerem simples e de serem de fácil acesso em qualquer farmácia, o produto é um remédio e precisa de muito cuidado ao ser aplicado. Mas você sabe como usar colírio corretamente?

Foi pensando nisso que separamos 7 dicas para você não errar na hora de pingar, manusear e guardar esse produto tão importante para a saúde e bem-estar dos nossos olhos.

1 – O primeiro passo para usar o colírio corretamente é higienizar bem as mãos

Antes de utilizar o colírio e aplicá-lo nos olhos é muito importante higienizar bem as mãos. Nossos olhos são muitos sensíveis a infecções e por isso sempre que for tocá-los é preciso estar com as mãos bem limpas. Imagina usar o colírio para tratar um problema e acabar com uma infecção nos olhos por falta de higiene?

2 – Na hora de aplicar o colírio, deite-se

A melhor maneira de aplicar o colírio é deitado. Inclinar a cabeça para trás também é bem efetivo. Depois é só puxar com cuidado a pálpebra inferior para baixo e pingar o colírio. Após a aplicação aguarde alguns segundos para que o produto seja absorvido pelos olhos. Se você não consegue fazer todo esse processo sozinho, peça ajuda. Não é todo mundo que tem facilidade para aplicar colírio nos olhos e uma mãozinha é sempre bem-vinda!

3 – Siga a recomendação do médico Oftalmologista e pingue a quantidade indicada

Os colírios são remédios, mesmo aqueles mais simples usados para lubrificar os olhos. Aliás, sabia que a má aplicação dessas substâncias pode comprometer o tratamento oftalmológico? Então não exagere. O recomendado é usar a quantidade receitada pelo médico Oftalmologista. É ele quem vai saber a dosagem correta para resolver o seu problema ocular sem comprometer a saúde dos seus olhos.

4 – Utilize um colírio por vez

Se você precisa fazer um tratamento com mais de um colírio, lembre-se de utilizar um de cada vez. É importante que haja um intervalo de pelo menos 15 minutos entre cada aplicação. Essa medida é essencial para que os olhos absorvam bem todas as substâncias e o tratamento tenha o efeito esperado.

CLIQUE NO LINK E LEIA TAMBÉM NOSSOS E-BOOKS:

5 – Não compartilhe o colírio, nem mesmo com familiares

Colírios são produtos de uso pessoal. Por isso não compartilhe o seu com ninguém, nem mesmo com familiares. Como já te contamos no início desse artigo, os nossos olhos são órgãos muito sensíveis e o ato de compartilhar colírios pode aumentar as chances de contrair infecções e irritações oculares.

6 – Após o uso, armazene adequadamente

Depois de utilizar o colírio corretamente é muito importante guardá-lo de forma adequada. Fechar bem o frasco é garantir que o seu remédio estará livre da entrada de bactérias. Porém, muito mais do que tampar muito bem o produto, é preciso saber como ele deve ser armazenado. Alguns colírios precisam ser guardados na geladeira, outros não necessitam de cuidados especiais. O importante é ler a bula e seguir as orientações descritas pelo fabricante do produto.

7 – Tenha atenção ao prazo de validade

Por último (e não menos importante), é essencial ter atenção ao prazo de validade do colírio. É preciso lembrar que eles são remédios e por isso precisam ser usados dentro do tempo estipulado pelo fabricante. Depois de abertos, esses produtos devem ser usados em média por até 30 dias. Colírios vencidos não tratam a doença e podem ainda provocar vermelhidão, coceira e até mesmo prejudicar a visão.

É sempre importante lembrar que os colírios devem ser indicados e receitados por um médico Oftalmologista. Quando não utilizados de maneira correta, eles podem ser prejudiciais à saúde dos olhos.