Cuidados com os olhos no verão: saiba como proteger a sua visão

O verão é sinônimo de férias, sol e diversão. Mas os dias quentes pedem cuidados não só com a pele, mas também com os olhos. Isso porque os raios solares danificam estes órgãos super sensíveis e o calor e a transpiração podem causar irritações e alergias. Quer saber como se proteger? Confira as nossas dicas de cuidados com os olhos no verão.

Antes de você aprender a como cuidar dos seus olhos durante a estação mais quente do ano é importante saber quais são as doenças oculares mais comuns nessa época. Confira algumas delas:

Conjuntivite

A conjuntivite é uma doença ocular muito comum durante o verão, mas também pode surgir em qualquer época do ano. Ela se caracteriza como uma inflamação da conjuntiva – a membrana mucosa fina e transparente que recobre a parte branca dos olhos e também a região interna da pálpebra – e pode ser causada por vírus, bactérias e também por alergias. Apesar de não ser grave, a conjuntivite é incômoda e pode prejudicar a qualidade de vida e a rotina do indivíduo por alguns dias. Aqui no blog da UPO você encontra um artigo bem bacana sobre como prevenir a conjuntivite com várias informações sobre a doença.

Ceratite

Causada por fungos e bactérias, a ceratite é uma doença séria e que tem mais chances de se desenvolver no verão. Isso acontece porque durante a estação, os nossos olhos ficam muito mais expostos a esses micro-organismos. Além disso, existe a ceratite causada pela exposição excessiva ao sol, muito mais forte e perigosa durante o verão. Entre os sintomas da doença estão a presença de vermelhidão, dor nos olhos e a sensação de areia. Alguns casos também podem apresentar fotofobia, lacrimejamento e perda de visão.

Pterígio

O pterígio tem várias causas, mas uma delas é o excesso de exposição aos raios UV durante a vida. É por isso que essa doença ocular é mais comum em países tropicais. O pterígio é caracterizado pelo surgimento de massa fibrovascular, triangular e elevada, que cresce a partir da conjuntiva em direção à córnea. O principal sinal de alerta de que algo está errado com os olhos é a fotofobia e o aparecimento de vermelhidão nos olhos.

__________________________________

CLIQUE NO LINK E LEIA TAMBÉM NOSSOS E-BOOKS:

_________________________________________

Cuidados com os olhos no verão: 4 dicas para manter os seus olhos saudáveis

1 – Óculos de sol: o item essencial

Durante todo ano – e não só no verão – os óculos de sol precisam ser itens obrigatórios e de uso diário. Eles protegem os nossos olhos das radiações solares e garantem que essas estruturas tão sensíveis sofram menos com os efeitos dos raios UVA e UVB. É essencial que os óculos de sol sejam de boa qualidade e com lentes próprias. Só assim os olhos estarão realmente protegidos.

2 – Bonés e chapéus: acessórios que precisam entrar na rotina

Além de protegerem o rosto de maneira geral, os bonés, chapéus, viseiras e outros acessórios desse tipo também defendem os olhos dos raios UVA e UVB. Por isso é importante colocar estes itens em qualquer bolsa de praia, piscina ou mesmo na rotina de uma simples caminhada.

3 – Evite levar as mãos aos olhos

Essa dica vale para todo os anos: nunca leve as mãos aos olhos sem que elas estejam devidamente lavadas. Elas estão em constante contato com o meio que nos cerca e por isso são porta de entrada para bactérias, fungos, vírus e outros micro-organismos que causam várias doenças oculares. Essa atenção também vale depois do uso do protetor solar. O contato entre a substância e os olhos pode causar irritações e alergias.

4 – Não entre na água com lentes de contato

Lentes de contato e praia, piscina, rios e cachoeiras são péssimas combinações. Essa mistura pode ajudar os olhos a ficarem suscetíveis a infecções e ainda abre portas para a entrada de vários micro-organismos que podem causar doenças oculares. Sem contar a areia, o vento, o cloro e tantas outras substâncias que ajudam a causar irritações e alergias. Por isso, ao aproveitar o verão, deixe as lentes de contato em casa.

5 – Evite se expor ao sol entre 11h e 15h

Entre todos os cuidados e precauções, o mais importante deles é evitar a exposição ao sol durante o horário de pico. Evite os horários onde a radiação é mais alta, mesmo nos dias nublados. É por isso que o recomendado pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) é que se evite exposição solar entre as 11h e 15h, horário de maior incidência dos raios UVA e UVB. Desse jeito, tanto a pele quanto os olhos estarão protegidos dos malefícios do sol.

Além de todos esses cuidados com os olhos no verão, é essencial buscar ajuda e acompanhamento de um médico Oftalmologista durante todo o ano. Desse jeito é possível diagnosticar doenças causadas pelo excesso de radiação solar ainda no início e buscar tratamento adequado. E se depois daquelas férias na praia os seus ficarem vermelhos, não deixe de buscar ajuda.

Nestes momentos conte com a UPO Oftalmologia.